Náutico mantém pés no chão após goleada sobre o Carcará

271

O Náutico não deve se animar demais depois da goleada por 4×0 sobre o Salgueiro, na noite da última terça-feira (6), na Arena de Pernambuco, pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano. Isso porque, logo após a partida, o técnico Roberto Fernandes declarou que quer todo mundo com os “pezinhos no chão”. Foi a primeira goleada do Timbu na temporada, sobre uma equipe que foi finalista do Estadual nos dois últimos anos e que não tem histórico de derrotas por placares tão elásticos.

“Não me lembro do Salgueiro ser uma equipe de sofrer goleada. Uma equipe que dificilmente você vê sofrer um placar elástico como esse. Então, são pontos que a gente vê nessa partida, uma vitória importante”, comentou o comandante alvirrubro.

A cautela do comandante timbu em não deixar o grupo ficar muito contagiado pelo resultado tem a ver com a longa caminhada que ainda aguarda a equipe no processo de reconstrução. O técnico também falou do trabalho feito pelo preparador físico Flávio Trevisan, que conseguiu deixar jogadores como Rafael Assis e Odilávio em condições de jogo. Eles vieram de lesão e não cumpriram toda a pré-temporada.

CONSCIENTE

“Tem muito pezinho no chão. Eu estou muito consciente do jogo, das circunstâncias, de tudo. Não tem empolgação aqui, não. Mas preciso fazer ponderações sobre essa partida. Eu quero parabenizar e exaltar o trabalho do (Flávio) Trevisan. Porque nós tivemos em campo hoje vários jogadores que pouco fizeram a pré-temporada e, além de mal terem feito a pré- temporada, estavam entregues ao departamento médico, como o Odilávio, Rafael Assis… Então, após o empate com o Pesqueira, eu falei, sem empolgação, que o Náutico tinha alguns reforços dentro do clube que estavam em fase de transição, começando a entrar na preparação física para nos ajudar a deixar a equipe mais competitiva. E isso aconteceu”, concluiu Roberto Fernandes.

=18

Anuncie