Cria da base do Sport e um dos jogadores do atual elenco com mais identificação com a torcida, o meia Everton Felipe se viu envolvido em uma polêmica nas últimas semanas. Sem ser utilizado pelo técnico Claudinei Oliveira, começou a ter seu nome especulado em negociações com Vasco, Flamengo, São Paulo e, agora, Cruzeiro. Nesta sexta-feira, o treinador disse que o atleta pediu para não treinar enquanto as negociações existissem.

– Eu sou um atleta de futebol e dependo disso para a minha vida. Se não estou jogando, quem administra o Sport falou que eu preciso respirar novos ares e por eles eu devo sair, não tenho o que fazer. É trabalhar em outro lugar. Como tem proposta, não posso ficar treinando para não me machucar. Só peço que resolvam logo.

Everton Felipe foi revelado pelo Sport em 2014, mas no mesmo ano foi emprestado para atuar na base do Internacional. Retornou em 2016 e jogou em 36 dos 38 jogos da Série A daquele ano. Seguiu como titular no ano passado, mas em setembro teve uma lesão grave no joelho e precisou ser operado. O retorno foi só em maio desta temporada. Até agora, fez oito jogos em 2018, sendo seis no Brasileirão e dois no Campeonato Pernambucano. A última vez que entrou em campo foi no dia 13 de junho, quando atuou 16 minutos no empate em 0 a 0 com o Grêmio.

– Sobre ele procurar novos ares, foi uma opinião pessoal minha que eu falei até em entrevista coletiva. O Sport foi procurado por alguns clubes, negociou, mas, como acontece no futebol, algumas negociações não foram para a frente. Outras vezes, Everton também quis sair do Sport e na véspera de Sport x Fluminense (dia 21 de julho) ele ligou para toda a diretoria pedindo para ser liberado para o Flamengo. Não aconteceu. Para ele sair do Sport, os outros clubes têm de pagar.

Veja a entrevista completa de Everton Felipe:

Como você acha que fica a sua relação com a torcida do Sport depois dos recentes episódios?

O Sport é meu clube do coração antes de eu ser jogador de futebol, mas o torcedor tem que entender que eu trabalho numa empresa e se o meu patrão diz que quer que eu saia, tenho que procurar outro lugar para trabalhar para poder atingir meus objetivos. É a mesma coisa que um torcedor trabalhar num lugar qualquer e o patrão deles falar isso. Só peço que a torcida entenda. Não quero deixar ninguém magoado, mas é fácil falar. Quero que se coloquem no meu lugar. Estava treinando, voltei de lesão, fiz fortalecimento muscular, e depois veio a declaração que eu tenho que sair. Isso já diz tudo. Tenho que procurar algum lugar. Não posso ficar aqui parado.

Por quê você decidiu pedir para não treinar neste momento?

“Eu sou um atleta de futebol e dependo disso para a minha vida. Se não estou jogando, quem administra o Sport falou que eu preciso respirar novos ares e por eles eu devo sair, não tenho o que fazer. É trabalhar em outro lugar. Como tem proposta, não posso ficar treinando para não me machucar. Só peço que resolvam logo.”

=9

Participe! Deixe seu Comentário!