Técnico do Santa Cruz elogia Leandro Salino, mas não garante cadeira cativa entre titulares

215

Há seis jogos, o técnico Júnior Rocha promoveu a estreia do volante Luiz Otávio na equipe titular. O novato de 20 anos ganhou uma chance para jogar ao lado de Jorginho. A dupla encaixou. Desde então, os dois jogadores têm se tornaram partes fundamentais no processo de evolução da equipe, que não perde há cinco jogos. A dupla, porém, ganhou uma sombra: Leandro Salino. Experiente, o volante chegou com moral ao Arruda. Embora elogiado pelo treinador, o atleta de 32 anos terá que brigar muito para conseguir uma brecha na equipe.

“Salino tecnicamente dispensa comentários. E Jorginho e Luiz Otávio estão bem, não posso perder nenhum dos dois porque Salino veio contatado. Quando derem brecha, ele vai entrar e jogar porque qualidade indiscutível”, disse o técnico.

Em 2017, Leandro fez 15 partidas pelo Vitória. Não faz uma partida oficial desde o dia 16 de julho, quando a equipe baiana foi derrotada pelo Palmeiras, em jogo válido pela 14ª rodada da Série A. “Sempre que o atleta está somente treinando no clube e não está jogando, ele vem sem ritmo de jogo”, destacou Júnior Rocha. “O Leandro precisa se ajustar ao nosso modelo e vai ter que aguardar a oportunidade. É um baita jogador”, acrescentou.

Antes da passagem pelo Vitória, onde acabou sendo afastado do elenco em agosto por questões técnicas, o volante esteve por um longo período longe do país. Desde 2008, atuou pelo futebol europeu, em clubes como o Nacional e o Braga, de Portugal, até ficar entre 2013 e 2016 no Olympiacos, da Grécia.

=9

Deixe sua opinião!